quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Paisagens seccionadas: do mergulho à superfície, de Nela Simionatto -Livraria Pontes - Campinas/SP







A Livraria Pontes  apresenta, como parte da  sua agenda de 2017, 
Mostra 
Paisagens seccionadas: do mergulho à superfície 
da  Artista Nela Simionatto 
a partir do dia 16 de Setembro. São 11 telas realizadas com tinta  acrílica sobre tela de várias dimensões .
Mostrar que a paisagem pode ser seccionada em vários planos sem que, com isso, ela perca sua beleza, movimento e capacidade de acalmar a mente de quem a olha.


Serviço
Abertura: 16 de setembro às 10h30min
Periodo: de 16 de setembro a 20/10, de segunda à sexta-feira, das 9h às 18h; sábados das  9h às 13h
Local :Livraria Pontes 
 Rua Dr. Quirino 1223 – Centro Campinas
Entrada Grátis
Convênio com estacionamento Teixeira 
 Rua César Bierrembach, 184.

Contatos:

Nale Simionato
Tel:(19)9992159819

Livraria Pontes : Eva ou Iris
pontes@livrariapontes.com.br
(19) 3236-0943

João Bosco
F:19)999426152
  

"EYES" NOVO PROJETO DE ARNOLFINI - ARTE POSTAL ELETRÔNICO

Dear Visitor! Our dear Friend!
Hereby we invite you to participate in the newest round of Arnolfini Archives’ project called Mini[e]MailArt,
with the subject: Eyes.

Your tasks are as follows:
1 To save the mma40 file into your computer; this file appears in big size (600x600 pixels; 300 dpi) by clicking on this sign: }}}{{{ 
2
 To open it using a graphic program.

3 To place one or more eyes on the surface.  
4 To save changes.  
5 To send your work (only one) back to Arnolfini Archives by e-mail - mma@arnolfini.hu - till 30 November 2017; in the e-mail please write us your name, country, and – if you have – your blog and/or website address.
6 To keep watching the arriving works in this blog.

  
Kedves Látogató! Kedves Barátunk!
Ezennel felkérünk, hogy vegyél részt az Arnolfini Archívum
Mini[e]MailArt projektjének legújabb fordulójában,
amelynek címe: Szemek.

Feladatod a következő:
1 Letölteni a gépedre az mma40 nevű fájlt, amely nagy méretben (600x600 pixel; 300 dpi) az itt látható jelre kattintva jelenik meg: }}}{{{
2 Megnyitni azt valamilyen grafikus programban.  
3 Elhelyezni egy vagy több szemet a felületen.  
4 Elmenteni a változtatásokat.  
5 Visszaküldeni a művet (egyetlen képet) az Arnolfini Archívumnak e-mailben - mma@arnolfini.hu - legkésőbb 2017. november 30-ig, a levélben feltüntetve neved, országod, s ha van, akkor blogod/honlapod címét is.  
6 Megtekinteni a beérkezett és folyamatosan publikált munkákat ebben a blogban.

http://arnolfini-mma.blogspot.com.br/2017/09/no40-szemek-eyes.html

segunda-feira, 31 de julho de 2017

"PAISAGEM/MANDALAS CAMINHOS" - DE MARIA VIEIRA - CAMPINAS/SP


Mandala
Manda ala
Imperativos de espaços
Circulação
Eis a vida
Flui figura
Reconfigura – possibilidade de ser

Eni Ilis


 Dia 05 de agosto, às 10h30min, a LIVRARIA PONTES estará inaugurando a Exposição

 PAISAGEM/MANDALAS CAMINHOS
Da Artista Maria A. S. Vieira.

Período da mostra: 05/08 a 1º/09 Local: Livraria Pontes
 Endereço:Rua Dr.Quirino 1223-Centro Campinas.

Curadoria
JOÃO BOSCO
Contato
                                                                       (19)999426152
                                                                       j.bosko55@hotmail.com

quarta-feira, 12 de julho de 2017

BOTECO ESPECIAL ANIVERSÁRIO DE CAMPINAS - ESTAÇÃO CULTURA


Fabiano Carriero
"Estação, lugar de idas e vindas, lugar de saudades e reencontros, por isso minha obra será feita com este intuito de lembrar a chegada de alguém a esta cidade de Campinas. "
Carriero é natural de Campinas-SP, mas cresceu em Araruama-RJ, onde aprendeu tudo com a infância de moleque descalço. Formado em  Artes Visuais na PuCC. Com a prática de caricatura em sua formação no qual , levou estes “exageros” da estética para o mundo das Artes Plásticas, e  vem adentrando -se a cada nova obra. Frequentou as aulas de Bira Dantas, Paulo Branco e Paulo Cheida. Desde 2007 expõe suas obras  na feira do Centro de Convivência de Campinas, levando sua arte para o publico, No que se refere a exposições:  Academia Campineira de Letras e Arte, Casa do Lago (Unicamp), Clube Cultura Artística, Estação Guanabara, (Centro Ciências Letras e Artes), Museu Carlos Gomes, Museu de Imagem e Som, Memorial da América Latina (SP), Casa do Povoador (Piracicaba), Casa de Cultura José Geraldo Caú (Araruama-RJ), Pinacoteca Municipal de São Caetano do Sul, em São Carlos, Oficina Cultural Regional “Sérgio Buarque de Holanda”; Dupla Face CDHU, de Piracicaba, Ateliê Vivaz, Galeria Sede, Galeria de artes da PUCC. Tem feito curadorias, as mais relevantes: Biblioteca Pública Municipal de Campinas “Ernesto Manoel Zink”, Sesc Campinas e Folha Galeria.
Desde o fim de 2016 é um dos fundadores da Folha Galeria.



João Bosco
Artista auto – didata, João Bosco começou sua relação com a arte ainda criança em Redenção da Serra.  Já gostava dos traços e linhas que lhe chamavam mais a atenção do que os outros conteúdos da escola.  Em casa, o ambiente também propiciava isso, os irmãos mais velhos eram engajados no teatro, coral e o pai era um artista na culinária atraindo muitos para saborear seus pães, broas pastéis...  Seu contato com as artes plásticas decorreu das visitas de sua mãe à mãe do artista Justino.  A atração pelas tintas o puxava ao ateliê do artista que o recebia e enquanto produzia João o observava e absorvia aquela atmosfera.  Se na sua “primeira formação” está aí, em seu período de SP e RJ foi construindo uma galeria de personagens, ao mesmo tempo, em que começou a desenvolver sua arqueologia pessoal, uma busca dos objetos da sua Redenção de seu olhar sobre os quintais dessa terra inundada pelo progresso, pela represa que a sepultou.  Daí seu trabalho ter esse processo de resgate permanente.  Em Campinas, junto a esse movimento que foi se fortalecendo, começou um significativo trabalho de ateliê no serviço de saúde Candido Ferreira, sendo que, os frutos foram se revelando ao longo dos anos, freqüentadores do ateliê ganharam premiações relevantes na área das artes (prêmio Günter, Mapa cultural paulista, participação e Tb premiação em bienais significativas como a de Santos) E é dessa forma, dialógica que agora desenvolve oficinas culturais.  Recentemente, seu trabalho de desenhista ganhou novo fôlego ao atuar como ilustrador.  E aqui também sua arte tem a sua marca de arqueologia, de resgate, mas também é espaço de renovação, aprimoramento: começa a incorporar e se desenvolver na monotipia.  Esse trabalho de ilustração já está se revelando em mostras.

Andarilhos, passantes, outrora navegantes?
Figuras que trazem estranheza aos fixados.
São espelhos soltos de quantas memórias?
O caminhante faz dos lugares paisagens, não abrigo.
Segue, talvez sem bússola.
Traz, em si, o outro. Espaço para o diálogo, que é  palavra viva.
O mundo de quem caminha está no que carrega e carrega o que escolhe e escolhe o que lhe é essencial – espelho de quem é.
Espelho que só termina quando terminar o caminho?
Eni Ilis

A programação especial do sábado de julho do Boteco conta ainda com um bazar que trará expositores nas áreas de moda, arte, decoração, e também haverá uma intervenção artística dos artistas plásticos Fabiano Carriero e João Bosco. Os artistas estarão produzindo uma obra especial para o aniversário da cidade, na plataforma da Estação Cultura durante o Boteco. Os artistas foram propostos pelo Ateliê da Estação com apoio da Usina Geradora de Cultura e coordenação da Estação Cultura.
BOTECO ESPECIAL ANIVERSÁRIO DE CAMPINAS
ESTAÇÃO CULTURA
André Oliveira, Ilcéi Mirian, Silo Sotil, Felipinho Motivação, Kilder
15 julho ( sábado) a partir das 13h,
música, exposições, artes visuais, feira criativa de criadores e comida de boteco
Local: Estação Cultura - Praça Marechal Floriano Peixoto, s/n, Centro - Campinas.
Entrada e estacionamento gratuitos
(Estacionamento com entrada pela Vila Industrial, na Rua Francisco Teodoro, 1050)

re(Creações) de CLARA ANDRADE - Galeria de Arte de Cascais - Estoril.

É com a maior alegria que vos convido para a inauguração da minha segunda exposição individual (re) Creações,
 no dia 5 de Agosto pelas 17H00, 
na sala de exposições da Junta de Freguesia Cascais- Estoril. 

                                                                                                                                            Clara Andrade


quinta-feira, 6 de julho de 2017

GEOGRAFIAS INTERNAS de ENI ILIS no MUSEU DA IMAGEM E DO SOM em CAMPINAS/SP

ATENÇÃO... ABERTURA EM 06 DE JULHO




  

A mostra Geografias Internas de Eni Ilis reúne 48 desenhos e livros de artista no 
Museu da Imagem e do Som (r: Regente Feijó, 859, centro, Campinas, SP CEP 13013-051). 
A abertura será em 5 de julho, e  a mostra poderá ser visitada até 19 de julho. 
A curadoria é de João Bosco.
A artista apresenta trabalhos inéditos da série produzidos em papel reciclado no ano de 2013, 
além de livros de artista em técnica mista.
Eni Ilis é artista autodidata, com participações em mostras da região e ilustrações em revistas digitais.

Informativo:
Exposição: Geografias Internas (Eni Ilis)
Curadoria: João  Bosco
Abertura: 5 de julho de 2017
Período da mostra: 5 de julho até 19 de julho de 2017
Horário: das 9h às 20h
Entrada franca
Local: Museu da Imagem e do Som (MIS)
Endereço: r: Regente Feijó, 859 centro
Campinas, SP CEP 13013-051

terça-feira, 27 de junho de 2017

"PAISAGENS REAIS OU NEM TANTO" de AERCIO CONSOLIN na LIVRARIA PONTES CAMPINAS/SP





Aercio Flavio Consolin   abreviou  para Aercio Consolin  como nome artístico e assina  assim também  suas telas. Nasceu em   Morungaba  onde  vivi. Foi professor de Língua.
 A pintura apareceu primeiro como forma de expressão, a literatura (6 livros, contos e romances publicados) veio depois, 
sendo um  leitor compulsivo.
Aercio Consolin  traz   para a Livraria Pontes,  a exposição

“PAISAGENS REAIS OU NEM TANTO”

 Uma exposição composta de 18 quadros em técnica única - óleo sobre tela, retratam paisagens que me cercam ou que existem insolitamente no espaço inacessível da criação.Inacessível (para mim) no sentido de que é impossível antecipar as formas que, mesmo abstraídas, revelam-se (também para mim) paisagens. Paisagens guardadas na memória podem abrir outras paisagens...
"Sou autodidata e não faço da pintura uma atividade profissional, tanto que passo longas temporadas sem pintar. Exponho estes trabalhos, parte da um acervo bem maior, inclusive para testar a reação diante de quadros acadêmicos (gênero que poucos cultivam atualmente) e esse enclave na minha pintura, representado pelas telas que não se atém à realidade visual  palpável, mas buscam uma representação virtual de paisagens ideias e/ou mentais".

O que é a paisagem? Que geografia é essa na qual se habita, se percorre?
Formas e cores de presenças e atmosferas.
A paisagem é a pele do mundo e quantas interferências a lhe marcar outras paisagens! Tantas! Tantas a criar fronteiras, limites, espaços!
Em qual passeamos? Em qual somos contempladores e andarilhos? Em qual deixamos as marcas de nossos passos e também carregamos e incorporamos?
Tela de uma paisagem é escolha, é consciência, é manifestação enlaçada ao tempo da contemplação e labor – e nisso quantos trajetos empreendidos! – que permanece para que seja uma oferta ao olhar do outro.

Eni Ilis

Serviço:

Exposição PAISAGENS REAIS OU NEM TANTO.
Artista: Aercio Consolin
Abertura 1º/07 às 10h30min.
Período de 1º/07 a 04 /08/2017
Local: Livraria Pontes
Rua Dr.Quirino 1223-Centro

Horário da Livraria de segunda-feira  à sexta-feira das 09h às 18h Sábados às 9h
Domingos e Feriados não abre.
Entrada Grátis
Convênio com estacionamento.